.addthis_toolbox{text-align:center;}.custom_images a{width:32px;height:32px;padding:0} .addthis_toolbox .custom_images a:hover img{opacity:1} .addthis_toolbox .custom_images a img{opacity:0.50}

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

PARA TODOS OS NATAIS E ANOS QUE VIRÃO

Um comentário:
PARA TODOS OS NATAIS E ANOS QUE VIRÃO
Crônica de: Henrique Musashi Ribeiro - Dezembro de 2009.

    Dizem que parente ninguém escolhe e talvez, por isso, digam que o Natal é dia de esquecer tudo em nome de algo maior. Mas que algo maior é este? Seria possível alguém me responder sem falar hipocritamente ou sem as velhas "frases natalinas" que são da boca pra fora? Seria possível?

    Acredito que o amigo leal é o parente que escolhemos, seja este consanguíneo ou não. E neste solstício de dezembro é possível promover uma paz sincera e verdadeira plantada, não agora ao redor de um peru e panetone ao lado de gente que não nos suporta, ou não suportamos, mas semeada ao longo do ano com algo chamado de respeito e consideração. Aquele mesmo que queremos pra nós e deveríamos dividir com o próximo todos os dias do ano. Só assim, então, no Natal, nos reuniríamos em ação de graças para confraternizar com as mesmas pessoas, e outras que cativamos, e dessa vez iremos festejar de maneira diferente, fazendo o velho exame de consciência e pensando no que poderíamos ter feito de melhor, para quando olharmos para trás possamos novamente experimentar o prazer de nossas atitudes "positivamente corretas".

    Tenho certeza que assim seremos menos insuportáveis, seremos e teremos um fardo mais leve. Seremos até mais atraentes, diremos menos idiotices e grosserias durante o decorrer do ano. Ficaremos ansiosos por nos achegar ao outro, falar e ouvir as novidades em meio a um papo gostoso e sadio, sem aquelas velhas alfinetadas ou pabulagens repulsivas que apenas afastam as pessoas de nós. E o convite, para a ceia ou réveillon, será recebido com honra e não com constrangimento, pois não será necessário inventar um desculpa para ir embora mais cedo ou, simplesmente, para não aparecer nas “famosas reuniões familiares”, onde se fazem cara de paisagem, regada ao fingimento, onde nada pendente foi resolvido de maneira sincera, sadia e honesta. E terminamos por fingir gostar de pessoas que não suportamos. E acabamos por atiçar a raiva e o desgosto daquele que apertamos a mão, mas nem olhamos nos olhos. Ou você achar que aquelas saudações ‘desinchavida’, de 1 segundo, apagará o rastro de bosta que deixamos no caminho do outro? 

    Desejo a cada um de vocês, meus parentes, amigos, conhecidos,  internautas e parceiros do Licor Musashi um sincero Feliz Natal e Um Prospero Ano Novo em que possamos fazer sempre a atitude certa com o nosso próximo e conseqüentemente com a nossa casa chamada Planeta Terra.

    Atenciosamente

    Henrique Musashi Ribeiro

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Coletênea de frases, máximas e pensamentos - Parte 1

Nenhum comentário:

FRASES, MÁXIMAS E PENSAMENTOS, POR HENRIQUE MUSASHI.

 Esta é minha coleção de frases máximas e pensamentos do poeta e escritor, poeta e pensador Henrique Musashi. Nesta coletânea de frases, o pensador escreve sem medo de dizer o ki pensa. Aqui só estão algumas das frases ke foram retiradas de sites sociais, de fóruns tendenciosos do Orkut ki ele participou e outras foram extraídas de seus textos do mesmo. O Poeta nos presenteia com algumas reflexões cotidianas, um pouco polêmicas e engraçadas, mas tudo dentro de um contexto. Ai estão algumas de suas pérolas do seu "humor kalffimaniano", irreverente, ácido e mesmo assim charmoso.

 

“Excesso de zelo religioso tem dessas; quando não está se ocupando em atrapalhar a humanidade e atrasando ciência, está, nas suas horas vagas, infernizando a vida de alguém.” - Henrique Musashi

“Às vezes a gente se torna aquilo que fingiu ser por muito tempo. Então se um dia eu for fingir ser algo, fingirei ser algo com o que eu possa conviver.” – Henrique Musashi

“Boa Índole é muito mais que uma palavra bonitinha para descrever comportamento discreto, porém hipócrita.” - Henrique Musashi

“Pior que a blasfêmia do desesperado é a omissão, o desdenho e o desprezo da pessoa sã e, aparentemente piedosa, que ainda se diz cristão.” - Henrique Musashi

“Caros colegas cristãos, FELICIDADE não é apenas um sorriso no rosto e nem Jesus é ‘piercing labial’. Tem gente que se engana e pensa que me engana.” - Henrique Musashi



“Quem mente literalmente rouba, nem que seja apenas o seu tempo.” - Henrique Musashi

“Alguém já bem disse que 'AMOR só é afetivo para aqueles que cuidam dele' – e isso é lógico! AMOR não mora no coração e nem tem botão de liga e desliga, ou você ama ou não ama. O amor, embora seja é dinâmico, não é brincadeira de faz de conta pra distrair mentes entediadas.” - Henrique Musashi

“Coração descomprometido, mesmo que casado no papel, é espaço que pede por preenchimento, é espaço que grita: HÁ VAGAS! E deste descompromisso nasce a traição."  - Henrique Musashi

“Casamento pode ser uma experiência de produção cinematográfica, sabendo que toda estrela insatisfeita com o seu papel, não podendo recusar o personagem, interpretado no dia-a-dia, certamente esta irá exigir melhor cachê, cenário e figurino. E no dia que isso acabar ela irá embora assim como um rato abandona um navio que está a pique.” - Henrique Musashi

“Se um dia quiser se casar, meta-se com alguém maduro que tenha base familiar, lado emocional sadio, que respeite pai e mãe, mas no real sentido da palavra ‘respeito’ – medo não é respeito! Isso parece bobagem, mas aprendi da pior maneira que isso é muito sério.” – Henrique Musashi

“Cuidado quando se relacionar com gente de origem “mutucária”, que você não sabe nada a respeito desta (igual a mutuca você não sabe de onde vem). Pode ser maior roubada – falo por experiência.” – Henrique Musashi

“Relacionamento tem que ser de confiança, tem que ter olho no olho, cumplicidade e além do bom e velho amor, tem que ter tesão, respeito e amizade.”  - Henrique Musashi

“Ser uma boa pessoa é muito mais que dizer-se ‘pessoa honrada’, é fidelidade e constância no coração e na mente.” – Henrique Musashi

“Mulheres sonsas e piedosas, estas mulheres moderninhas, estas sonsa frequentadoras de cultos religiosos, do tipo que se benzem ou fazem uma oração antes de mandar você se foder. É simples; no caso destas insistirem muito, coma-as e deixe-as! Parece cruel, mas elas não são tão inofensivas quanto parece. Tem delas que a mãe pensa que a filha é morta de ‘moça virgem’, mal sabem que a filha cansaria até um touro mecânico. É como dizia Jorge Amado: 'Atrás de toda puta tem uma puritana e atrás de toda puritana tem uma puta'.” – Henrique Musashi

A diferença de ‘assedio sexual’ para ‘galanteio’? A interpretação vai depender da pessoa que você deu em cima gostar ou não de você. Se for bonitão, o tipo desejado da moça xavecada, ela irá até gostar e dirá ter sido um galanteio, mas SE você for feio e rico, de repente você corre o risco de ser processado, isso se você não acabar casando com ela e esta te ferrar depois. – Henrique Musashi

“Ser reciprocamente leal e companheiro pode proporcionar uma família muito feliz. E, tornando-se uma tradição, terá uma geração bem nascida e bem estruturada. É assim que se muda o mundo a nosso redor.” - Henrique Musashi



“Meus conterrâneos, vocês sabem o faz desta cidade cheia de potencial virar uma bosta? É tal da TOLERÂNCIA do POVO com a CORRUPÇÃO. É a nossa preguiça de pensar (não como intelectualóides de Orkut) Enquanto isso, iremos ouvir de outrem que não se pode exigir muito de um povo tão provinciano que arrota orgulho e riqueza do que não tem, que engole carniça e arrota justiça.” - Henrique Musashi, Aracati/CE


“Se for pra acertar em bosta eu prefiro errar!” - Henrique Musashi

     “O AMOR verdadeiro existe, ainda reside latente na humanidade, mas a palavra AMOR está sendo banalizada, estamos empregando este substantivo de qualquer jeito e em qualquer e situação para classificar banalidades. Hoje, mais do nunca estamos classificando tal sentimento tão fora de contexto, por pessoas quais nem sabem o que é ‘isso’ nem por definição. Usam a semântica (do amor) como se fosse uma marca de tapete vagabundo, especial apenas para varrerem suas sujeiras para baixo deste ou então como um escudo camuflado para suas pilantragens pessoais. A palavra amor e o verbo amar viraram ‘coringas’ de discurso de gente sonsa. Afinal é só encaixá-la numa frase, como uma boa entonação, letras floreadas e disparar outros palavreados e ai termina com uma ‘frase feita em nome de Jesus’. Os cristãos deveriam ter mais respeito. Jesus Cristo não é piercing labial e nem ainda mera carta de crédito.” - Henrique Musashi

“Tem gente que só consegue chamar a atenção gritando em beira de calçada, fazendo de intrigas, ou sendo herói e vítimas nos causos caluniosos que propaga aos quatro ventos. Isso é inútil, pois já somos tudo que precisamos ser... Humanos!" - Henrique Musashi

“O cupido flecha-nos a cabeça e não o coração.” - Henrique Musashi
 "Não é que nós humanos não saibamos mais amar, mas apenas não nos permitimos ser amados. Por isso que prova de amor, tão certa, é esta, em que o coração, uma vez vencido por ingrata desesperança, volta a tinir forte destemido, valente e com a fé cristalina como o sorriso de uma criança." - Henrique Musashi

“É de dar dó ver gente militando por causas e coisas que não conhece, e se conhece é ainda pior porque ai já se torna cúmplice conviteiro. É ainda mais ralé quando esta ‘militância’, mesmo não declarada ou consciente, custou apenas uma mera simpatia, tapinhas nas costas, talvez alguns reais ou mesmo o fato de um ‘ismo’ após a aparência daquilo que diz abraçar.” - Henrique Musashi

     “A loucura pode ser consequência do ato demasiado de pensar, idealizar e viver. Acho que essa é concepção atual de loucura de nossa hera. Então não seria por isso que esse mundo é governado por ‘normais’ egoístas e imbecis? Duvido muito que os verdadeiros palhaços morem debaixo das tendas de um circo comum e o pior de tudo é que este mundo produz clones de seus idiotas mais ilustres. Contudo me recuso a pensar como todo o mundo e me sentir mais um no meio das cabras e cabritos, ou seja, acho que sou louco e que o mundo é o circo dos absurdos.” - Henrique Musashi

“Sou um ronin e o único santo que eu acredito, sou o lorde de minha consciência, que é o meu mundo e o meu mundo não se rende." - Henrique Musashi 



      “Venho de um lugar como outros, onde as pessoas, enquanto muito rezam, elegem péssimos políticos e procuram saber mais da vida alheia do que qualquer outra coisa. Preferi aprender mais sobre mim mesmo, de minhas origens e são incríveis as coisas se descobre. E quando você olha pra dentro de si mesmo, descobre na pratica algo chamado de empatia...” - Do livro FIORIFALSOS II, por Henrique Musashi

“Enquanto eu pensar apenas que sou de Deus e não tenho que saber mais nada, serei apenas uma anta batizada” - Henrique Musashi

“Todo mero objeto, coisa sem sentimento e personalidade, tem apenas que combinar, esteticamente, com que está do seu lado para o povo achar bonito. Se o seu objetivo de vida é apenas pagar de ‘bibelô’ então está ótimo.” – Henrique Musashi

“Prefiro empreender e arriscar-me a algo novo e desconhecido do que gabar-me de minha ignorância ou ser plateia da vida alheia.” – Henrique Musashi

“A satisfação de ter dito, impulsivamente, aquelas palavras duras e a raiva passarão, mas a saudade fica a promover mentiras de conformidade como um ‘band-aid’ de cada dia que não ajudam a curar, mas apenas a esconder a ferida supurada do orgulho.” - Henrique Musashi

“Elas dizem que adoram homens sensíveis, mas não caia nessa. Tenha pulso firme, mas seja um cavalheiro, dê espaço e não discuta suas dores.” - Henrique Musashi

“Sempre estou interessado em aprender coisas novas, conhecer gente boa com quem possa trocar ideia sem afetação. E não dispenso novos desafios, mas o contrário disto eu dispenso.” – Henrique Musashi


“Só mesmo um idiota pra achar que perder a cabeça é mérito ou um imbecil pra achar bonito papo de bajulador.” - Henrique Musashi

“Já devem ter ouvido essa: ‘A AMIZADE É ALGO QUE ATRAVESSA A ALMA... ’ Atravessa passando pelos bolsos olhando a etiqueta da calça! Para um ‘cu doce’ é chique, de vez em quando, ter alguém necessitado por perto pra chamar de coitado e fazer sua pseudo-caridade.” - Henrique Musashi

“Cu Doce não faz merda... Dá cria!” - Henrique Musashi

“Por trás de todo exagero existe sempre uma grande mentira, até porque o exagerado é um mentiroso em potencial.” - Henrique Musashi



“Amor, Chifre e Dinheiro... quem tem não divulga! Quem conta, por exemplo, que tem muito dinheiro, que ‘ta podendo’ geralmente tem muito é chifre. E geralmente quem fala que tem amor, geralmente esta com condições de bancar uma espertinha. E geralmente quem fala que tem chifre geralmente não tem, ou pelo menos tem confiança que a cabeça não está enfeitada de estalagmites.” - Henrique Musashi

Onde reina o provincianismo, aliado ao puxa-saquismo, uma pessoa pode até não prestar, mas se for chamado de “doutor”, mesmo sem doutorado, seu sapato será doce e cheiroso, portas e pernas irão se abrir. Irão correndo na bodega pra comprar seu leitinho desnatado. Eu achava aquilo hilário, ver um bajulador, ser subservientemente caridoso, na frente de quem não precisa de seus favores e pior é que eles adoram “babar um ovo”.– Henrique Musashi

“É fato que só nos interessamos pela vida alheia e nos regozijamos com o tropeço de outrem quando a nossa vida não vai bem. Isso é sinal de frustração pessoal, um sinal claro de algo mal resolvido na vida deste. Isso eu diria para um amigo.” - Henrique Musashi

“Coisinhas pequenas, insignificantes, se prendem as coisas supostamente maiores para que não se percam, assim como um pingente sem valor a um cordão de ouro, mas existem jóias pequeninas e preciosas que se prendem a coisas grandes e ignomínias para poderem aparecer, assim como um diamante em um cordão vagabundo.” - Henrique Musashi

     “É chato lidar com pessoas babacas e dogmáticas, mas a vantagem em lidar com pessoas assim é que estas são, comprovadamente, previsíveis, mas independente disso, e, no caso, tendo mesmo que interagir com indivíduos assim, é só manter a postura, sorrir, ser gentil e, qualquer coisa saindo do controle, dê uma desculpa e caia fora sem discutir ou você ficará como o doido da história e elas serão sempre as vítimas, afinal estas são pessoas dogmáticas, sempre estão certas, embora estejam mais perdidas do cachorro em comício.” - Henrique Musashi

“Estes relacionamentos modernofalocêntricos, que são baseados mais nas compensações materiais do que no carinho e devoção, até dão em casamento, mas, não raro, terminam em chifre ou em coisa pior, ou seja, são os típicos ’Casamentos Titanic’ que se mostram grandes, até flutuam, mas nasceram pra afundar, mas os fantasmas infelizes ainda bóiam pastorando suas botijas sepultadas no fundo do oceano de sua ignorância.” - Henrique Musashi

“Tem gente que se casa com ideias tolas. Casa pra ter uma esposa empregada doméstica e mãe, ou a mulher que vê o marido como uma escora, o "pau que dá sombra". E nos futuros filhos formados uma fonte de renda, o complemento da aposentadoria. Tem gente que casa com a visão romântica de transar diariamente, mas cuidado, pois você pode acabar se fudendo todos os dias.” - Henrique Musashi
“Só respondo mal, curto e grosso, quando sou provocado e, na maioria das vezes, nem respondo por que idiotas não valem mais que a saliva da minha boca.” - Henrique Musashi

"Sim, sou um piloto de fogão apaixonado. Cozinhar é coisa nobre, da realeza, pois não existe coisa mais nobre, no coração humano, do que servir desinteressadamente.” - Henrique Musashi

“Casamento não é emprego de pastorar pessoas, bichos e botar pose como se estivéssemos segurando uma moeda entre as nádegas. Quem gosta de dinheiro tem que trabalhar até porque ‘Cabeça desocupada é oficina do diabo! ’” - Henrique Musashi

“E quão triste seria contrair núpcias com alguém que não poderíamos confiar à educação dos próprios filhos - Moglie grulla, bambino disorientate!” - Henrique Musashi

“Antes de reagir costume pensar, pra não pagar mico e sempre bom fazer um exame de consciência antes de sair por ai atirando farpas” - Henrique Musashi

     “Não suporto fundamentalistas babacas. E quem for assim, fundamentalista que não aceita conviver pacificamente, sem usar de ironias, com pessoas de outras religiões e correntes filosóficas sinta-se a vontade para subir em um avião cheio de bombas e se chocar em um prédio vazio ou lá em Brasília, mas bem longe de mim. Vá pregar suas bostas pra uma tribo de índios canibais ou vá ser fanático religioso na puta que o pariu! Pra mim não tem coisa mais sacal do que papo furado de crente ou dos depressivos débeis metias de renovação carismática." - Henrique Musashi

“Na minha casa tratamos e apresentamos as pessoas pelo nome, ou apelido carinhoso, e não pela função, cargo ou parentesco importante. Não perguntamos quanto você ganha e nem isso nos interessa. Escolho minhas amizades pelo afeto, pela honradez, pelo caráter, pela bondade em seus atos. Não importando qual seja a sua cor, a família, o status que a pessoa ocupa (ou pensa ocupar). Tem gente que até tenta contar vantagem, mas estas babaquices não me impressionam!” – Henrique Musashi

“Quem não tem bons adjetivos se apega a substantivos inúteis.” – Henrique Musashi

"Antes de mexer ou insultar alguém, procurem saber do potencial desta pessoa que estão subestimando, pois de repente o alvo do seu achincalhamento pode ter uma surpresa ‘legal’ e inteligente, porém desagradável pra você, destas que batem na sua porta junto com um oficial de justiça.”- Henrique Musashi

Favor não confundir educação e gentileza com “galanteio barato”. Responder a uma saudação não dói, nem tão pouco quer dizer que, quem pronunciou tal gesto de civilidade, esteja interessado em nós, mas o fato é que antropomorfismo não funciona com quem está acostumado a ser tratado(a) como animal irracional, pois são antipáticos a isto - gentileza. Nesse caso é bom saber nos esquivar dos coices. – Henrique Musashi

"Todo perturbado cria seu deus a sua imagem e semelhança. Tem gente que descreve o senhor de sua religião pessoal como o bom psicopata que vive castigando e matando quem o contraria, mas, mesmo assim, Ele nos ama muito. Um ser desses não merece devoção, mas uma 'medida cautelar' – cem metros longe de mim, por favor!." - Henrique Musash

"Tem gente que pensa que mundo gira e o sol brilha em uma só cidade, mas pra quem tem talento e força de vontade o mundo é muito maior e amizades são possibilidades infinitas. Competência e oportunidade faz alguém “subir”, mas, para meia dúzia de bajuladoras, da à fantástica ilusão de estar no eternamente topo, mas o que nos mantém lá é o caráter." - Henrique Musashi

      "Dogmatizar relacionamentos é coisa para fracos e tolos. Amor é sinônimo de liberdade e não de vaidade, mas não adianta dizer isso para alguém que esteja embriagado pelo absinto da empolgação, até porque você seria mal interpretado, mas o chato será a ressaca moral, que deixará o gosto de fel proporcional ao que tenha empreendido – de seu pobre coração ‘bem-intencionado’, e as boas lembranças do tempo de sua doce ignorância, quando finalmente descobrir que amor é como um pardal, não nasceu pra viver em uma gaiola, por mais agradável e luxuosa que possa parecer tal prisão." - Henrique Musashi

O que seria dos “heróis cristãos” sem os bandidos e ignorantes fabricados nas igrejas ou através de seus vis “operários sociais" de fins de semana?”- Henrique Musashi

“Bajuladores, alpinistas sociais e outros sociopatas podem até duvidar, mas é possível uma amizade limpa e fraterna entre pessoas do mesmo sexo, sem que ambas sejam gays, mesmo que tais interesseiros desconheçam e achem isso impossível, já que estas são incapazes de gostar até de si mesmas.” - Henrique Musashi

“Cuidado ao viver só de olhar para o céu dizendo amém, pois uma topique pode te mandar pro além.” - Henrique Musashi


“Não se pode negligenciar certas coisas sem pagas por outras.”- Henrique Musashi

"Enquanto nos impressionarmos com tolices os tolos sempre nos parecerão surpreendentes"- Henrique Musashi

“Sabe aquelas pessoas e lugares onde que tentam fazer você se sentir mal por você ser quem é? Pois são estas pessoas e lugares que e eu evito como quem evita uma doença venérea.” - Henrique Musashi

Continuo fumando cubanos e bebendo os proseccos, mas consegui largar o pior, o mais chato dos vícios, o mais nocivo à saúde mental: o dogmatismo religioso, típico dos “colonizados”. - Henrique Musashi

"Tem gente que por comodismo e boçalidade, mascarado de pudor, não fala nem a palavra 'merda', mas vive comendo bosta a largas colheradas... Não entendeu o contexto? Então, bom apetite!" - Henrique Musashi

“Evito sempre a companhia de santinhos e intelectualóides, daqueles cuja bondade e inteligência dependem sempre do pecado ou da burrice alheia. E o pior é que esse tipo de gente, como todo dogmático, não se toca.” – Henrique Musashi


     “As únicas coisas que de dobram diante de um auto-homicida são os sinos e os seus.” - Henrique Musashi   

“Provar a própria honra para um bando de sociopatas sonsos e mentirosos seria como querer agradar o cão com reza. Jamais espero uma atitude desta vinda de um homem honrado.” - Henrique Musashi


     “Hoje, até quem não deve tem que temer, pois já se foram os tempos da apreciação da honra e da verdade. A solidão, das más resoluções pessoais, faz alguns se tornarem piores que Herodes, que, por agrado aos seus e ao próprio ego, são capazes de entregar a cabeça daqueles há quem um dia disseram amar tanto.” – Henrique Musashi

“Que o AMOR seja, principalmente, sinônimo de PAZ na vida de todos nós... E nossas escolhas reflitam a sabedoria da ‘Grande Força’ que rege o Universo.” - Henrique Musashi

“Estamos cada vez mais fúteis como seres humanos, mas, uma hora destas, eu vou acertar, não de profissão, mas de companheira.” - Henrique Musashi

"Mas, infelizmente, uma convicção capenga, somada a certa entonação de voz e gestos fúteis, podem dar ares de sabedoria e seriedade até a um imbecil que fala, com veemência, tolices para uma plateia de interlocutores tendenciosa e alienada, portanto, meus amigos, aprendam a ler nas entrelinhas. Fofoca é fofoca e o certo é o certo, mesmo que o “locutor” tenha idade ou formação para ter vergonha na cara.” - Henrique Musashi

“Há uma grande diferença entre estar deprimido por de um divórcio (cônjuge e filho) e estar deprimido por ser uma pessoa dissoluta e sem critérios.” - Henrique Musashi

O mundo, hoje, infelizmente gira em torno de interesses e não de bons princípios e a única coisa que me da pista, aparentes e inseguras, da existência de bons corações, são os sorrisos lindos e leves, as gaitadas gostosas, que só pessoas que tem alguma paz de espírito conseguem ter.” - Henrique Musashi

“Quando nos expomos, mostramos tudo, terceiros acabam tentando organizar aquilo que não lhes diz respeito e o que não deveriam mexer. Essa organização irá fazer uma bagunça muito maior do que já estava... Se é que estava.” – Henrique Musashi


https://clubedeautores.com.br/authors/70473
 Veja estas frases, pensamentos e muito mais, 
nos livros deste talento revelação
 pelo link da editora. Click no link abaixo!


terça-feira, 13 de maio de 2008

Nenhum comentário:

À ALGUÉM . . .
De: Henrique Musashi Ribeiro - Maio de 1998.

Me enchi de flores e cores
escorregaste entre meus dedos nervosos
o amigo chegou primeiro ao teu coração
que já andara vestido da ausência
e da boa palavra amante.
O meu amigo inconsciente
fez-se fiel oponente,
mas ressalto...
Fê-lo sem o saber!
E triste torci por tua felicidade
ao preço de minha dor
tão bem escondida em bons conselhos.

Me enganei pra não me machucar
quando vi o meu amigo em riso
tocando-te em lábios ardentes
E sorri com ele em minha única atitude
de vestir-me de virtude
e como de outras,
esqueci meu coração
como cravo feio e esquecido
pendurado na lapela
do homem que se faz de defunto
pra não morrer de dor.

Escorreguei inútil de flores em flores,
dizendo gostar de tantas
e de não amar nenhuma,
mas nada dá certo
se nas voltas da vida
sempre acabo me encontrando
dissimulado contigo...
Sozinha, coração distante
clamando a falta do amor de outro
do mesmo que eu tenho
abundante pra te dar.

E agora sabes de meu segredo
do porquê de minhas reticências
do porquê que vivo de olhar pra outras janelas
em outras e à outras serenatas
só quero evitar me banhar
com tuas lágrimas
que derramas inútil por outro
 a ignorar o que tu fazes à sós
E em meio de soluços dizes enganada
estar acostumada de nada sentir
como se preparara o próprio óbito em vida.

Quão doloroso é dissimular,
sentar de teu lado e fingir
nada realçar aos meus olhos
que faiscam a cada atenção
presenteada de tua face linda e branca
perfumada de tua voz tão agudamente feminina
discreta é a minha festa de ali estar
perto de teu buquê
mesmo escondido atrás de minhas palmas.

Me sinto por vezes covarde e certo...
Covarde por não admitir o que canto
oculto em meus momentos
por tuas janelas fragilizadas pelo tempo frio
mas outrora certo de que podes ser feliz
com este outro amigo tão em ti ausente,
mas sei que eu estou mentindo não te querer...

Do meu sorriso maroto
às vezes despercebido e zonzo
deste teatro,
que faço a cada encontro,
escapa as mesmas cores que tenho
cores que queres pintar
o teu viver tão esmaecido...
Esta cor de tão solitária flor.
e destas que percebo ausência
de uma melhor estampa
Eu me detesto por saber
que tenho a mesma aquarela
capaz de colorir tua vida
(Eu a tua e tu a minha)
Pois te tenho o arco-íris
e juro, que mesmo distante
te carregaria comigo
e sempre iria pintar.

Outro dia a vi adormecer tranqüila
sou teu sol noturno
pra que tu não saibas de mim
e tu não lembres de meu olhar por ti.
Serei apenas um elemento causador distante
da fotossíntese de tua alma

Vou inventado amores de tantas cores e sabores
só pra não pensar em teus atributos,
mas tudo é besteira,
pois basta ver-te só
e repetir tudo que disse a mim mesmo
tão exato e convicto
de não querer o que quero,
mas sei o quanto quero,
por amor minto e me escondo
de tua presença real em mim.

No meu consolo,
acredito que percebes os pedaços
desta histórias que deixo cair displicente,
mas duvidas que seja contigo
o fato de que seriamos um bem,
e desconfias e acreditas
que sou como tu o queres
e tu como eu quero também
as mesmas cores e flores.

Mas se sabes disso, meu amor...
não fique de canto no canteiro,
pois que não és daninha
Por que viver sem notícias em dessabor?
perdoe-me a insolência,
mas o que queres não é amor?
Queria poder te convidar pro meu jardim,
te mostrar minha ciência,
sem perturbar a paz de minha consciência.

Queria dizer-te:
-Deixe-me cuidar de ti!?
Vamos apagar tudo
e começar tudo de novo,
só que sem a dor do adeus,
mas que todos os nossos ais
sejam de toda boa música de viver
em eternos tenros momentos
de tu em mim e eu em ti.

Mas por enquanto...
Por favor...
Deixe-me de mim me esconder
e fingir não sentir a dor
de tua resposta.