.addthis_toolbox{text-align:center;}.custom_images a{width:32px;height:32px;padding:0} .addthis_toolbox .custom_images a:hover img{opacity:1} .addthis_toolbox .custom_images a img{opacity:0.50}

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Kokoro‏ No Kashimashi

Nenhum comentário:

Kokoro‏ No Kashimashi
Poema de: Henrique Musashi Ribeiro - Em, agosto de 2011

Mesmo a polegadas de distância de teus joelhos,
o que parecia impossível
eu fiz!
Em meus pensamentos,
toquei e beijei tua boca por
muitos ciclos temporais...

Meus olhos invadiram cada fresta do teu jeans
e assim como o ar do ambiente
preenchi cada vinco de tua blusa
e curvas de tua silueta
em um festa desesperada de um amante silencioso
de lábios nervosos e ansiosos por sorver cada linha
dos teus brios

Senti a circunferência macia de teus seios,
o volume voluptuoso de tuas ancas
entre meus dedos
tão bem postas sobre aquele acento 
que eu desejei ser o meu colo
enquanto exalava o teu pescoço
como se tu fosse a últimas das rosas…
Tudo isso no instante de um lapso temporal
viajava em teus olhos em profundo silêncio
em meio a um sorriso bobo a enfeitar
o meu rosto admirado, embevecido
com tua beleza tão singela e singular,
quando apenas toque em teu braço
e acariciei de leve apenas tão de leve,
mas minhas intenções foram bem mais adiante
de querer dar-te tudo de mim em ti
até o espasmo conjunto de nosso ser
em que tu cairia exausta e satisfeita
sobre o meu peito...

Te Desejei hoje mais do que ontem...
bem mais do que imaginas
Minha boca veio a formigar da vontade
quase incontrolável de te roubar um beijo
ao tempo da inquietude de minhas mãos tranqüilas
ao disfarçar o barulho do meu coração
que sabe esperar...